Ciclo PDCA

Ciclo PDCA

O segredo dos bons alunos não é estudar “muito”; é estudar bem. Na prática, isso significa ter método e estratégia. Aqui no _A_Z ,nós aplicamos uma ferramenta chamada “Ciclo PDCA”, muito utilizada por empresas que visam à melhora constante. A ideia central é ensinar os alunos a sempre se planejar antes de qualquer tarefa, executar bem o planejamento, checar os resultados da execução e atuar corretivamente, aprendendo com os erros.

Como fazer para conseguir, de fato, melhorar sempre? Em resumo, refletindo sobre o que se faz e corrigindo as falhas do percurso. Essa sabedoria não é nova, mas encontra uma tradução contemporânea bastante prática. Trata-se do ciclo PDCA, sigla em inglês para quatro comportamentos sucessivos: Planejar (“Plan”), Executar (“Do”), Checar (“Check”) e Atuar Corretivamente (“Act”).

Tipicamente, no caso da educação, mesmo os alunos estudiosos costumam ficar presos a apenas duas dessas atividades: estudar e fazer provas. Com isso, costumam repetir erros, que vão se acumulando na vida escolar.

Nossa aposta é inserir nesse processo as etapas de planejamento e correção de rumos. À primeira, cabe a reflexão antecipada e estratégica ao estudo propriamente dito (como estudar; em que lugar; com que recursos; em qual sequência). À segunda, compete encarar o desempenho anterior e perceber o que poderia ser corrigido no próximo período, refazendo o planejamento.

Provocados a pensar e agir dessa maneira, aos poucos, os alunos do _A_Z vão desenvolvendo a consciência de que estudar de qualquer jeito não adianta, da mesma forma que é pouco útil apenas verificar a nota obtida, sem analisá-la. Nossa mensagem é a de que o erro não é um problema, desde que seja aproveitado. Se, no entanto, ele se repete, não há superação acadêmica.

Na prática, esse ciclo se concretiza com uma série de elementos:

PLANEJAR (“PLAN”)

O processo começa com o Plano Semanal de Estudos, elaborado pelo Coordenador Acadêmico em conjunto com o aluno. A partir de um exame de sua condição inicial (facilidades e dificuldades; objetivos de curto e de longo prazo; rotina extraclasse), cria-se um cronograma semanal com todas as atividades do aluno, definido segundo uma Matriz de Estudos — que é a previsão anual das matérias a serem estudadas.

EXECUTAR (“DO”)

Em seguida, assistindo às aulas, estudando em casa e resolvendo as folhas de exercício, o aluno coloca em prática seu cronograma de estudos.

Nesse momento, além de manter a matéria em dia, é possível alcançar o aprofundamento teórico, sobretudo das matérias específicas.

CHECAR (“CHECK”)

Para verificar se o planejamento foi cumprido com sucesso, o aluno faz testes objetivos, provas discursivas e simulados (no caso da 3ª série) — além de analisar a correção de suas folhas de exercício —, comparando seu resultado com a médias total dos alunos e com suas marcas anteriores. Boletins impressos e virtuais (na área interna do site) ajudam o aluno a acompanhar seu desempenho.

Trata-se de uma etapa fundamental na preparação, pois permite a verificação do rendimento planejado.

ATUAR NAS DISCREPÂNCIAS (“ACT”)

Finalmente, o aluno é levado a interpretar seu desempenho, verificando, ponto a ponto, o que pode ser melhorado.

Cada falha gera um trabalho de revisão e estudo. Dessa forma, os erros são realmente enfrentados, a fim de que a evolução do aluno seja garantida em um padrão de melhoria contínua.

Por essa razão, o _A_Z enfatiza a prática e a correção das tarefas executadas. Tanto com os professores em sala, quanto na Monitoria, ou mesmo assisitindo aos Vídeos de Resolução, os alunos revisam a matéria, não deixando lacunas em sua preparação. E tudo isso é feito com um planejamento completo.

« volta